Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
Colaboradores Ana Dias da Silva, Ana Matos, Ana Quintella, Ana Vidigal, António Mega Ferreira, Augusto Brázio, Djaimilia Pereira de Almeida, Dulce Maria Cardoso, Fernando Vicente, Gonçalo F. Santos, Inês Pedrosa, João Vilhena, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Patrícia Reis, Paulo José Miranda, Paulo Mendes Pinto, Rita Vilaret , Rui Horta Pereira, Tomás de Castro Neves, Valter Hugo Mãe.
Colaboradores António Barreto, Carlos Ramos, Filipe Santos Costa, Gonçalo F. Santos, Júlia Cunha, Kenton Thatcher , Luís Filipe Cunha, Maria Quintans, Miguel Gonçalves, Patrícia Reis, Paula Cosme Pinto, Rui Couceiro , Sebastião Bugalho, Tânia Ganho, Valter Hugo Mãe.
Colaboradores Alexandre Honrado, Ana Aragão, André E. Teodósio , David Machado, Elliott Erwitt, Gonçalo F. Santos, Gonçalo M. Tavares, Helena Vasconcelos, Hugo Gonçalves, Inácio Ludgero, Ivana Besevic, Joana Bértholo, José Luís Peixoto, Luísa Costa Gomes, Maria Teresa Horta, Patrícia Müller, Patrícia Portela, Rui Pedro Ribeiro , Teresa Couto Pinto , Tim Engle , Valério Romão, Vera de Vilhena , Xavier Pereira.

"Talvez seja bom ler uns livros durante uns anos antes de começar a dar opiniões"

Entrevista a Vasco Pulido Valente por Filipe Santos Costa  

Fotografia por Gonçalo F. Santos

 

Há uns tempos a The Atlantic fez um número especial sobre democracia, todo dedicado a tentar responder a uma pergunta: “estará a democracia a morrer?” Qual é a sua resposta?

Não. Pelo contrário, acho que a democracia se está a intensificar de dia para dia. Por exemplo: as causas do politicamente correto são causas democráticas. Primeiro, são causas libertárias, e nessa medida são individualistas, e, na medida em que são individualistas, são democráticas. Porque só se pode falar de valores se se presumir que um indivíduo equivale ao outro. Quando se fala em liberdades especiais e todas as causas do politicamente correto para uma expansão da liberdade –, do nascimento à morte, do aborto à eutanásia e testamento vital –, essas liberdades postulam uma igualdade e alargaram a liberdade do indivíduo. 

 

Às vezes esquecemos que não há nada de inevitável na democracia, pelo contrário: as democracias liberais são sistemas recentes e a História é muito mais feita de regimes autoritários e iliberais.

E há as democracias iliberais. A democracia é em si mesma iliberal. Democracia e liberdade são duas realidades difíceis de conviver. 

 

Apesar disso ainda nos surpreendemos de cada vez que vemos uma democracia tomar um rumo iliberal. Porque é que assumimos que uma democracia deve ser liberal?

Não sei… A democracia começou com o completo iliberalismo. Na Revolução Francesa, à medida que se foi estabelecendo a igualdade e a democracia, houve um caminho de restrição dos privilégios, nomeadamente o maior privilégio de todos, que era o privilégio da Igreja, que está na origem da alma do jacobinismo e da democracia. Houve uma luta contra o privilégio religioso, ou seja, pelo caráter secular do Estado, e por não haver limites à vontade da maioria. Na realidade a ideia é aplanar todos os obstáculos à vontade da maioria, e isso os ingleses perceberam logo. O Burke diz logo isso nas “Reflexões [Sobre a Revolução em França]”: se não há obstáculos sociais e institucionais à vontade da maioria, não há liberdade. Ponto final, parágrafo. 

 

O Tocqueville depois apresenta o conceito de tirania da maioria como corolário disso…

Sim. Os liberais o que fazem é constituir obstáculos à vontade da maioria, como nós temos: separação de poderes, freios e contrapesos, uma série de obstáculos institucionais à vontade da maioria. Nesta coisa das redes sociais vê-se o que podem fazer as maiorias de ocasião, mesmo informais e inorgânicas.

 

A turba.

Sim, isso mesmo. As turbas que se juntaram nas ruas de Paris para cortar a cabeça a A ou B, às vezes sem lógica nenhuma.

 

As democracias liberais estão a saber lidar com os homens fortes iliberais que aproveitam os mecanismos existentes para subverter esses travões, esses freios e contrapesos, e minar o império da lei?

As democracias liberais nunca foram suficientemente fortes, e estão mais fracas, no sentido em que as novas tecnologias (e eu detesto este termo, mas à falta de melhor...), a internet e essas coisas, destroem as instituições. São a principal ameaça às democracias liberais. 

 

Porquê? Pela velocidade, pelo imediatismo?

Sim, e pela comunicação e participação massiva e fácil. O problema é que não há filtros. No jornalismo há filtros, e muito bem, mas na internet não há filtros suficientemente fortes nem largos. E cada vez mais a opinião maioritária se forma à margem da opinião filtrada, ou erudita, e é eficaz, porque depois pouca gente se atreve a abrir o bico contra a ortodoxia reinante, mesmo quando discorda profundamente.

 

Tecnologias que à partida permitiriam mais acesso a informação e maior capacidade de participação seriam perfeitas para melhorar os mecanismos de uma democracia participativa.

Sim, se cada pessoa usasse essa tecnologia para ler um jornal online, ou para aceder a certo tipo de fontes de informação… mas em vez disso as pessoas comunicam umas com as outras, e mesmo a informação que começa certa acaba por se corromper. A desinformação é uma consequência disto tudo.

 

É também isso que está a erodir aquele terreno do meio onde as pessoas conseguiam chegar a consensos ou compromissos? Cada vez mais as posições estão extremadas e os entendimentos parecem mais difíceis.

Não tenho essa sensação de que as coisas estejam extremadas.

 

Não? Os discursos extremistas propagam-se cada vez com mais rapidez e têm cada vez mais força, minando os espaços de consenso.

As pessoas não votam nos extremismos por causa das coisas que leem nas redes sociais. As pessoas deixam é de aceitar as instituições. Por exemplo, rejeitam a sabedoria da universidade, porque têm a Wikipédia e podem ter acesso a muitos artigos, e copiar, e ter opiniões e ficar contentes com isso. Os professores que lhes dizem: “talvez seja bom ler uns livros durante uns anos antes de começar a dar opiniões”, são rejeitados e, pior, ignorados. Começa a haver outro universo ao lado deles. As instituições deixam de funcionar. O que é que os padres têm a dizer a alguém hoje em dia? As pessoas vão ao computador e confessam-se aos amigos que têm no Facebook. Tudo foi dessacralizado, até o sexo… É claro que eu acho que as causas do politicamente correto são boas causas, porque são causas de liberdade, mas não deixaram de destruir as instituições que havia.

 

Se calhar há um ponto de equilíbrio que ainda não encontrámos…

No Ocidente já não há.

 

Qual é a consequência disso?

É que o progresso tecnológico vai ser cada vez mais rápido, o progresso democrático vai ser cada vez mais rápido. Mas não o da democracia liberal. Não sei é como é que se vai fazer o equilíbrio entre a massa democrática que está a criar o politicamente correto e depois o próprio politicamente correto. O politicamente correto libertou – e fê-lo com um postulado fundamental: o respeito pela liberdade individual. E isso libertou uma enorme massa de indivíduos que não tinham liberdade individual. Eu não quero ser petulante nesta coisa do historiador, mas isto é mesmo muito recente para a gente perceber, mas intriga-me saber como é que esta afirmação do indivíduo nas causas do politicamente correto se pode compadecer com um regime democrático em que uma maioria manda de forma opressora. É uma massa, e não sabemos o que vai fazer essa massa.

 

Porque é mal informada e ignorante?

Não. Porque é uma massa. Chamar às massas ignorantes e berrar contra as fake news não é realista. Não é ignorante, nunca houve massa mais educada na história da humanidade, nunca teve tantos utensílios e tanta preparação. Mas a massa em si própria, por definição, não tem mecanismos de controlo. 

 

Ao mesmo tempo que se aprofundam os direitos individuais onde existem democracias funcionais, também temos visto um retrocesso democrático em muitos outros países, onde a democracia é cada vez mais imperfeita, ou está mesmo posta em causa, e quase sempre esses processos começam com a eleição de líderes iliberais. Como encara estes fenómenos?

 

Há uma resistência aos impulsos liberais. Por razões políticas está-se a chamar populismo ao que é, de facto, nacionalismo. O nacionalismo na União Europeia é uma reação à UE, às vezes ambígua, porque uma causa nacional pode querer ao mesmo tempo beneficiar das ligações económicas à UE e depois recusar as ligações políticas e a parte da entrega de soberania. A UE está muito espantada com o crescendo do populismo porque não quer dar o nome às coisas – parece-me evidente que a integração europeia, a devolução da soberania para um centro decisório em Bruxelas, não é suportável para nacionalidades fracas, mal constituídas ou recentes.

 

Daí que o fenómeno nacionalista seja mais agudo no Leste da Europa?

Com certeza. A Europa reaviva as questões nacionais. No Ocidente, a Itália e a Espanha têm questões nacionais vivas. A Itália nunca teve uma nacionalidade bem constituída, é uma agregação de estados muito recente, do fim do século XIX. Foi em Nápoles que a Liga teve maior apoio eleitoral, porque a imigração veio chocar com uma nacionalidade fraca. A Hungria também sempre teve problemas de nacionalidade – primeiro, dependia do Império Austríaco; depois, entre as duas guerras, teve uma guerra civil prolongada; há problemas de fronteiras e de subordinação dos magiares aos alemães; e, depois, ficaram na esfera soviética e só recentemente é que são independentes. 

 

A construção europeia nunca foi um processo democrático; foi tecnocrático e sempre decidido de cima para baixo. Por outro lado, Bruxelas limitou sempre a democracia dentro dos Estados, na medida em que se impõe a decisões internas. Essa ausência de democracia no processo de construção europeia, associada à interferência de Bruxelas na soberania dos Estados, era necessariamente a receita para o desastre?

Só não via quem não queria. Mas o desastre não vem bem daí. Vem de querer agregar nações que não são agregáveis. O facto de ser um processo pouco participado e pouco democrático é o resultado dessa impossibilidade de agregação, porque não se podem agregar Estados que têm vinte anos e que querem afirmar a sua nacionalidade, e para os quais isso prevalece contra a tendência de devolução da soberania para um centro que é uma burocracia francesa, que é o contrário de um Estado liberal. Essa entrega de partes de soberania para uma burocracia central que age em nome da “Europa”, em Estados com uma nacionalidade problemática ou fraca, cria uma tensão e as coisas fragmentam-se.

 

No caso dos países de Leste, também há a questão de pouca prática democrática, pois são todos democracias recentes.

Mas nós também somos uma democracia recente e não tivemos esses problemas.

 

É verdade. Olhando, por exemplo, para o caso da Hungria, tem havido um ataque a vários pilares do regime democrático e do Estado de Direito, e isso acontece dentro da UE. O que é que isso nos diz sobre a UE? 

Significa que mais ou menos toda a gente na UE tem problemas nacionais, e eles não podem ter duas faces. Têm de chamar populismos aos nacionalismos, não podem reconhecer as verdadeiras causas das tensões e as verdadeiras causas dos populismos, porque quase todos têm problemas nacionais. 

 

Porque é que nós nunca tivemos problemas com a democracia?

Porque temos uma nacionalidade absolutamente indiscutível.

 

Que correlação é essa entre nacionalidade bem afirmada e democracia?

Não é entre nacionalidade e democracia, é entre nacionalidade e entrega de parte da soberania nacional. Temos uma nacionalidade fortíssima, devemos ser a nacionalidade mais forte do mundo, sempre mais ou menos com as mesmas fronteiras, mais ou menos a mesma língua, a mesma religião – o que é que o nacionalismo português tenta reivindicar? Olivença? Não tem nada para reivindicar. A nossa nacionalidade nunca está em dúvida, se uma parte da soberania do Estado for devolvida a Bruxelas, não põe nada em causa, nenhum português fica com qualquer dúvida. O problema é que isso não acontece com os polacos – a Polónia foi feita com um bocado que a Rússia tirou à Alemanha… É evidente que o polaco tem uns problemas se começa a entregar soberania a Bruxelas. Começa por haver uma aceitação, porque eles querem ser aceites como europeus, mas por outro lado não querem entregar soberania.

 

Há uma excecionalidade portuguesa?

Há. Tem a ver com a nacionalidade. Já viu um povo perder um Império e continuar tão satisfeito como estava? As conversas nacionalistas pura e simplesmente não pegam connosco. Estamos tão confortáveis na nossa nacionalidade que é escusado. A não ser para dizer que o Ronaldo é o melhor do mundo, não há nacionalismo que pegue aqui. É por isso que a extrema-direita nunca vingou, mesmo com o Salazar. O Salazar meteu a extrema-direita na cadeia e proibiu a Legião Portuguesa de andar fardada nas ruas.

 

Temos sorte?

Não temos sorte, temos as condições. Temos as condições para uma democracia funcional, liberal. E o eleitorado português refugia-se sempre numa força, que é a força que dá estabilidade ao regime. Agora é o PS. A “geringonça” instaurou o PS como o grande árbitro do sistema. Ou seja, voltámos ao que o PS era no princípio. O Mário Soares governou assim muito tempo até o PCP se decidir a votar com a direita. E o António Costa vai governar até os dois extremos se decidirem a alinhar contra ele. O que será muito difícil – o que cair na asneira de se aliar à direita destrói-se.

 

Que balanço faz dos nossos 45 anos de democracia? O que é que a democracia mudou em nós enquanto povo? 

O país democratizou-se, criou-se muito mais igualdade, mais distribuição de riqueza, mais educação. Socialmente, os portugueses mudaram muito, a sociedade mudou, está a morrer a sociedade antiga. A sociedade urbana antiga foi pulverizada e a rural está a desaparecer.

 

A grande mudança provocada pela democracia é o estado social?

A democracia traz o estado social, mas o estado social também é resultado da democracia. Não só uma melhor distribuição da riqueza, como todas as transformações fundamentais que decorrem da educação. Uma pessoa com o 12.º ano não é igual a uma pessoa com a quarta classe. E alguém com o curso superior não é igual a quem tem o 12.º ano – não é igual como pessoa, não estou a falar como “recurso humano”, como se diz. É uma das coisas que o Governo não percebeu: é que os enfermeiros têm um curso superior, não são um “recurso humano”, como antigamente. Isso torna a pessoa diferente, é constitutivo. E isso mudou a sociedade, porque as pessoas têm ambições diferentes, vistas diferentes, e sobretudo têm um sentimento muito maior da sua valia e dignidade. Desse ponto de vista é uma mudança absoluta.

 

E porque é que não torna as pessoas também mais participativas na vida política? A abstenção não para de subir, o desinteresse pela política parece ser cada vez maior…

Acho que a abstenção não é muito preocupante. As pessoas votam para garantir a segurança. Os portugueses têm a noção, mesmo que vaga, da fragilidade do país. O Passos Coelho e o Paulo Portas tiveram [em 2015] uma votação significativa, que não teriam em mais nenhum país da Europa. Ganharam as eleições. E porquê? Deram segurança e as pessoas têm medo de mudar. Quando se viu que eles não podiam formar Governo mas o António Costa podia fazer aquela aliança [com PCP e BE], o PS era o garante da segurança. Quando as pessoas são pobres, o maior valor é a segurança. Quando o Governo Passos-Portas caiu, quem ficou a garantir a segurança às pessoas foi o PS. 

 

A segurança é o valor determinante no voto?

Sempre. É muito simples: as pessoas querem uma governação prudente, ou com aparência de prudência, que garanta a ordem e a segurança da sociedade. É isto.

 

Em países onde se têm imposto, democraticamente, líderes mais musculados, parece haver essa aspiração por ordem, mas também alguma fadiga da liberdade, porque a liberdade implica decisões, implica corresponsabilidade… 

Não acho que haja uma fadiga de liberdade. O que se passa é que, quando as instituições democráticas não conseguem manter a ordem pública, estão condenadas. Veja o Brasil e o Bolsonaro: não havia ordem pública, as instituições democráticas não eram capazes de impor a ordem, e são até uma ameaça para a ordem pública, com a fragmentação partidária que há no Congresso, a corrupção total das instituições e a desordem nas ruas. Não é preciso grandes teorias. O problema da corrupção tem duas faces: uma são os dinheiros e os interesses envolvidos, mas isso é uma partícula dos dinheiros do Estado, sem peso nenhum; o que tem peso é a corrupção das instituições. A questão não é o Sócrates ter alegadamente roubado milhões, é ter posto o Estado ao serviço de uma ambição política que excedia as competências e os atributos que lhe eram dados pela Constituição. No Brasil aconteceu a corrupção das instituições, que desfigurou tudo: os cargos, os governos estaduais, o governo federal… Chegámos ao ponto em que o Brasil só podia ser governado pelo Partido dos Trabalhadores, que tinha uma certa organização, força e integridade, ou pelo Exército com as religiões evangélicas. E a escolha foi a que foi. Sempre à custa de uma diminuição da democracia, porque a República, enquanto tal, não existia.

 

Há quem veja o alheamento em relação ao exercício democrático como resultado do descontentamento da classe média, que sente que foi deixada para trás, seja pela crise económica pós-2008, seja pela globalização, ou pelas novas tecnologias, que permitem fazer mais com menos mão-de-obra.

Isso de fazer mais com menos gente é uma falácia marxista que continua a empatar o pensamento de toda a gente. Sobre inteligência artificial não sabemos nada, mas o que sabemos até agora é que o progresso tecnológico sempre exigiu mais mão-de-obra, e mais qualificada, o que é lógico, porque quanto mais complexos os sistemas, mais complexos são de gerir.

 

Também sabemos que a tecnologia acelerou a globalização, com mais deslocalização de indústrias, concentrando a mão-de-obra intensiva noutros países com menores qualificações, o que tem consequências nos níveis de emprego dos países desenvolvidos. E aí há uma reação da classe média que se sente traída – foi muito claro na eleição do Trump.

Se eu chamar reacionário ao Trump, você não fica surpreendido, e é natural que ele tenha um eleitorado reacionário. O problema é que não foi visto na América, onde estava e onde está a reação. O problema é muito mais profundo, e não sei porque é que as pessoas deixaram de pensar em termos gerais... O problema da América, mais uma vez, é um problema de nacionalidade. A nacionalidade americana está a mudar, os brancos daqui a 20 anos serão uma minoria, fundamentalmente por causa dos latinos, não tanto dos negros. Os negros são americanos e protestantes, enquanto os mexicanos são católicos e falam espanhol.

 

Os latinos colocam um problema de identidade ou económico?

De identidade. A imagem da América é o anglo-saxão que fala inglês e vai à igreja protestante. Tirando uma pequena maioria que vive em grandes cidades, os brancos não querem os latinos – daí o muro, que é sobretudo uma metáfora, mais do que um obstáculo real. O muro é a metáfora da resistência de uma identidade. 

 

Quando vê o presidente dos EUA comunicar diretamente com o povo através de tweets de 240 carateres, o que é que vê ali?

Há uma passagem por cima dos meios habituais de comunicação. Ele está a dizer duas coisas: está a dizer o que diz e que não precisa dos meios habituais de mediação. O que para um presidente americano é muito importante, porque ele tem ali uma matilha de jornalistas à perna todos os dias, e pode dizer-lhes que não precisa deles. Tenho visto no que deu, mas não sei no que é que isto vai dar, e ninguém sabe como será nas mãos de outro. Pode melhorar a eficácia, pode ser uma coisa mais orientada, mais arquitetada, mais perigosa. O Trump não é um grande político, é um feirante. Um grande político ter as ferramentas que o Trump tem, não sei no que pode dar, porque nunca houve. Nem consigo imaginar. Mas consigo por a seguinte pergunta: o que seriam estas coisas nas mãos do Lyndon Johnson, que era um grande político? O que é que ele teria feito com a guerra do Vietname? Isto é propaganda, diretamente para o eleitor, sem intermediários. 

 

E entretanto a comunicação social luta para manter alguma influência. Qual será o efeito da crise da comunicação social nas democracias que temos? Que democracia existirá sem uma comunicação social forte?

Nunca existiu nenhuma, portanto a gente não sabe. Estas coisas são todas muito novas para se saber que efeito vão ter. Há coisas no mundo em que nós vivemos, no mundo que eu atravessei, que eu não sei como vão acabar, não sei o que significam. Não posso dizer o que será a democracia sem jornais. Uma democracia só com televisões? Não sei. E com televisão de bolso ainda menos...

 

Porque o jornalismo implica pausa e reflexão?

Mais do que isso: uma hierarquia. Estou a falar dos jornais, não do jornalismo em geral. Os jornais implicam uma disciplina. Eu vi isso quando estive no Observador – os jornais online têm dois infinitos: cabe sempre mais uma notícia e cabe sempre mais uma coluna. Isso é um problema, porque não obriga a escolhas. Cabe tudo, por mais disparatado que seja. Os jornais em papel obrigam a uma disciplina e a uma hierarquia. No online, pode publicar um texto com 300 páginas, é só carregar no botão… Um jornal, não. Um jornal é uma espécie de carta geográfica que você dá ao leitor: a primeira página significa isto, a página ímpar tem mais importância do que a página par – o jornal dá uma direção ao leitor. Eu acredito que os jornais podem ressuscitar por isso, porque têm essa disciplina, dão uma direção.

 

Portanto, quando eu lhe perguntava como é que será uma democracia sem jornalismo, a sua questão era mesmo outra: como será uma democracia sem jornais?

Queria mesmo dizer: não sei como será uma democracia sem jornais. Vai ser uma coisa muito complicada.

 

...

Colaboradores Alfredo Cunha, André Carrilho, António Mega Ferreira, Eric Yahnker, Fernando Ricardo, Filipa Leal, Filipe Santos Costa, Francisco Mendes da Silva, Gonçalo F. Santos, Hélia Correia, Hugo Silva , Inês Pedrosa, João Gobern, João Porfírio, João Soares, John Akomfrah, José Manuel Pureza, José Pacheco Pereira, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria João Avillez, Natália Correia, Patrícia Fonseca, Paulo Mendes Pinto, Pedro Goulão, Ricardo Costa, Rui Soares Costa , Rui Tavares, Sérgio Sousa Pinto.
Colaboradores Ana Paula Tavares, Cabral do Nascimento, Charles Baudelaire, Cristina Carvalho, Gabriel Barathieu, Henri Rousseau , Inês Fonseca Santos, Ivone Ralha, José Eduardo Agualusa, Mafalda Veiga, Maria João Martins , Marianna Carvalho, Marianne Hendriks, Mia Couto, Ondjaki, Patrícia Reis, Paul Gauguin, Paulo M. Morais , Raquel Leitão, Rodrigo Prazeres Saias, Sandra Catarino , Vasco Graça Moura, Xavier Pereira.
Colaboradores Aldina Duarte, Ana Beatriz Zimmermann, Ana Freitas Reis, Augusto Brázio, Chiharu Shiota, Cláudio Garrudo, Daniel Blaufuks, Dulce Garcia, Elsa Bastos, Francisco Vidal, Gonçalo M. Tavares, Helena Gonçalves, Isabel Rio Novo, João Tordo, Manuel San Payo, Maria Augusta Babo, Miguel Carvalho, Pedro Proença, Rita Ferro, Sandra Rocha, Sandro William Junqueira, Toma Valčiukaitė, Valério Romão.

MAKING OF

Colaboradores Afonso Reis Cabral , Eduardo Pitta, Fernando Vicente, Gonçalo F. Santos, Hugo Mezena, Inês Pedrosa, José Ð Almeida, Júlia Cunha, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Marta Duque Vaz, Matilde Campilho, Rodrigo Prazeres Saias, Rute Reimão, Tânia Ganho.
Colaboradores Ana Paula Almeida, Angelina Jolie, António Guterres, Augusto Brázio, Bárbara Assis Pacheco , Clara Ferreira Alves, Fernando Vicente, Jaime Rocha, Luísa Costa Gomes, Maria do Rosário Pedreira, Maria Manuel Viana, Marta Chaves, Patrícia Reis, Pepetela, Rodrigo Prazeres Saias, Tiago Figueiredo, Toma Valčiukaitė, Valerio Vincenzo , William Keo.
Colaboradores Alexandra Lucas Coelho, Alfredo Cunha, ChanDick, Filipe Santos Costa, Gonçalo F. Santos, Hugo Teixeira, Isabel Rio Novo, João Gobern, João Porfírio, João Vilhena, Joaquim Ramada, José Eduardo Agualusa, Ken Hermann, Margarida Rebelo Pinto, Marta Rebelo , Nuno Bergonse, Patrícia Reis, Paulo Mendes Pinto, Paulo Moura, Pedro Matos , Pedro Mexia, Raquel Marinho , Rodrigo Prazeres Saias, Sara Figueiredo Costa, Sílvia Moldes Matias, Valter Hugo Mãe.
Colaboradores Afonso Cruz, Ana Saragoça, Estelle Valente, Gonçalo F. Santos, Gonçalo M. Tavares, Hélia Correia, Inês Pedrosa, João Pinto Coelho, João Vilhena, Lena Pogrebnaya, Lenise de Melo Pinheiro , Marta Duque Vaz, Nuno Júdice, Rainer Maria Rilke , Raquel Prates, Samuel F. Pimenta, Tiago Pimentel , Xavier Pereira.

MAKING OF

Colaboradores Alberto Quadros, Carlos Ramos, Carolina Reis, Daniel Matias, Filipa Leal, Giorgio Gori, Ivana Besevic, Ivone Ralha, Lídia Jorge, Maria Teresa Horta, Miguel Miranda, Nuno Correia, Patrícia Reis, Rodrigo Prazeres Saias, Teresa C. Freitas, Yvette Centeno.
Colaboradores Alexandre Honrado, Andris Feldmanis, Carlos Ramos, Dulce Garcia, Filipe Santos Costa, Gonçalo F. Santos, Henrique Raposo, Inês Pedrosa, João Adelino Faria, João Gobern, Joel Neto, Luís Filipe Cunha, Miguel Beleza, Miguel Monteiro, Nuno Artur Silva, Patrícia Fonseca, Paulo Mendes Pinto, Pedro Boucherie Mendes, Ricardo Alevizos, Ricardo Drumond, Richard Zimler.
Colaboradores Adolfo Mesquita Nunes, Ana Palacio, Ana Saragoça, Ana Sousa Dias, André Carvalho , Ashley Comer, Bruno Vieira Amaral, Carlos Domingues, Chimamanda Ngozi Adichie, Daniel Matias, Daniel Oliveira, Dulce Maria Cardoso, Eduardo Pitta, Filipe Santos Costa, João Gomes de Almeida, João Pina, João Porfírio, José Luís Peixoto, Manuel António Pina, Maria Manuel Viana, Marianna Pais, Michelle Obama, Miguel Trigo, Patrícia Portela, Patrícia Reis, Paulo José Miranda, Paulo Portas, Pedro Vieira, Plínio Fraga, Ralph Ziman, Ricardo Alves, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Patrício.
Prémios

2017 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)  |  2018 - Concurso Criativo Antalis 2017: 1º Prémio 

Colaboradores Afonso Cruz, Ana Dias da Silva, Ana Margarida Carvalho, António Carlos Cortez, Christopher Jonassen, Czako Balázs, Daniel Matias, Djaimilia Pereira de Almeida, Gabriela Ruivo Trindade, Gilson Lopes, Hieronymus Bosch, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, Jordi Burch, José Jorge Letria, Julia de Souza, Julieta Monginho, Luísa Costa Gomes, Luísa Jardim, Manuel Alberto Valente, Maria do Rosário Pedreira, Maria João Costa, Marta Duque Vaz, Maya Almeida, Nanã Sousa Dias, Nicolau Santos, Nuno Camarneiro, Nuno Correia, Nuno Júdice, Nuno Saraiva, Patrícia Portela, Rute Coelho, Sandra Marques, Sandro William Junqueira.
Colaboradores André Carrilho, Augusto Brázio, Carlos Ramos, Filipa Leal, Filipa Martins, João Maio Pinto, João Tordo, José Navarro de Andrade, Maria Manuel Viana, Nuno Miguel Guedes, Patrícia Reis, Pedro Ferreira, Pedro Teixeira Neves, Ricardo Cabral, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Cardoso Martins, Rui Sousa, Teolinda Gersão, Vhils, Yara Kono.
Prémios

2017 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista) 

Colaboradores Afonso Cruz, Ana Dias da Silva, Ana Folhadela Figueiredo Pina, Caravaggio, Francisco Seixas da Costa, Helder Macedo, James Molison, Lara Longle, Laura Stevens, Luís Filipe Cunha, Mark Laita, Mia Couto, Nuno Júdice, Patrícia Reis, Pedro Almeida Vieira, Pedro Proença, Pedro Vieira, Rodrigo Prazeres Saias, Teresa Pinto Leite, Yvette Centeno.
Prémios

2017 - Prémios Meios & Publicidade Design: Menção Honrosa (Categoria Capa de Revista) | 2016 - Prémios Comunicação Meios e Publicidade: Menção Honrosa (Categoria Publicação Institucional)  |  2016 - Prémios Lusos: Bronze  (Categoria Design)  |  2016 - Prémios Lusos: Prata (Categoria Marketing Relacional Directo)  

MAKING OF

Colaboradores António Mega Ferreira, Blake Little, Carlos Ramos, Dulce Maria Cardoso, Francisco Duarte Azevedo, Helena Sacadura Cabral, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, João Vilhena, Lídia Jorge, Luís Barreira, Luís Januário, Luísa Jardim, Maria do Rosário Pedreira, Maria João Gonçalves, Maria Manuel Stocker, Maria Matilde Matos, Miguel Carvalho, Rita Ferro, Rodrigo Prazeres Saias, Sophie Starzenski, Tânia Ganho, Tiago Figueiredo, Valério Romão.
Prémios

2016 - Prémios Lusos: Bronze (Categoria Marketing Relacional Directo)  |  2016 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)

Colaboradores Alfredo Cunha, Álvaro Laborinho Lúcio, Ana Sousa Dias, Antonio Tabucchi, Daria Khoroshavina, Gil Cardoso, Gonçalo M. Tavares, Henrique Cayatte, Inês Pedrosa, José Ð Almeida, Lionel Arnaudie, Manuel Falcão, Mário Cláudio, Patrícia Reis, Pauliana Valente Pimentel, Rodrigo Prazeres Saias, Sandro William Junqueira, Sara Figueiredo Costa, Tamara Alves, Teresa C. Freitas, Valter Hugo Mãe, Vasco Graça Moura.
Prémios

2016 - Prémios Papies: Menção Honrosa (Categoria Revista) 

Colaboradores Alfredo Cunha, Ana Margarida Carvalho, Evelyn Bencicova, Guy Bourdin, Helena Matos, João Rodrigues, José Eduardo Agualusa, José Fialho Gouveia, Luís Pedro Nunes, Luísa Costa Gomes, Margarida Magalhães Ramalho, Mário de Carvalho, Miguel Gullander, Mónica Franco, Natalie Zwillinger, Pauliana Valente Pimentel, Pedro Ferreira, Ricardo João Vaz, Teolinda Gersão.
Prémios

2015 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)  |  2016 - Prémios Meios e Publicidade Criatividade: Bronze (Categoria Relações Públicas - Publicação Institucional) 

Colaboradores Ana Pereirinha, Berndnaut Smilde, Cláudio Garrudo, Cristina Carvalho, Francisco Simões, Henrique Cayatte, Ivo Mendes da Silva, Jordi Burch, José Pedro Santa Bárbara, Linda David, Ludovic Florent, Luís Represas, Manuel San Payo, Maria João Costa, Maria Manuel Viana, Maria Teresa Horta, Nuno Camarneiro, Patrícia Reis, Rodrigo Prazeres Saias, Rute Coelho, Sebastião Bugalho, Stig Dagerman, Teresa Dias Coelho, Zena Hollway.
Prémios

2015 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)  |  2016 - Prémios Meios e Publicidade Design: Ouro (Categoria Revista - Projecto Gráfico)

MAKING OF

Colaboradores Acey Harper, Alfredo Cunha, Ana Sousa Dias, Annie Leibovitz, Carlos Ramos, João Adelino Faria, João Tordo, João Vilhena, Jorge Colombo, José Manuel Mendes, Lídia Jorge, Luís Barros, Manuel Alegre, Maria Manuel Viana, Mário de Carvalho, Miguel Mesquita, Nick Selway, Nuno Júdice, Pedro Ferreira, Raquel Serejo Martins, Stéphane Giner, Teolinda Gersão, Valério Romão.
Prémios

2015 - Prémios Lusos: Bronze (Categoria Design)  |  2015 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista) 

Colaboradores Adrienne Rich, Alex Kanevsky, Amalia Bautista, Ana Luísa Amaral, Annie Leibovitz, Antonia Pozzi, António Cicero, António Ramos Rosa, António Saias, Armando Silva Carvalho, Augusto Brázio, Christophe Jacrot, Eduardo Pitta, Eugénio de Andrade, Fabiano Calixto, Fernando Pinto Amaral, Filipa Leal, Gastão Cruz, Helena Gonçalves, Helga Moreira, Hilda Hilst, Inês Dias, Jaime Rocha, João Camilo, João Rui de Sousa, João Vilhena, Lu Yun, Luís Filipe Cunha, Manoel de Barros, Manuel San Payo, Maria do Rosário Pedreira, Maria João Gonçalves, Maria Teresa Horta, Marina Tsvetáieva, Nuno Júdice, Pedro Cláudio, Pedro Tamen, Rainer Marie Rilke, Ricardo Alevizos, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Cóias, The Girl Next Door, Vasco Graça Moura.
Prémios

2014 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Design) 

Colaboradores Agustina Bessa-Luís, Alberto Carneiro, Alyssa Monks, António Mega Ferreira, Armando Alves, Chrissy Angliker, Edward Hopper, Francisco Simões, Fundação Calouste Gulbenkian, Graça Morais, Heikki Leis, João Vasconcelos, Jordi Burch, José Rodrigues, Júlio Pomar, Júlio Resende, Lucien Freud, Luís Filipe Cunha, Manuel San Payo, Michele Del Campo, Nikias Skapinakis, Rebecca Campbell, Rita Salgueiro, Rogério Silva.
Prémios

2013 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)  |  2013 - Prémios Papies: Menção Honrosa (Categoria Design)

Colaboradores António Costa Santos, Carlos Câmara Leme, Cláudia Clemente, Fernando Luís Sampaio, Hugo Pratt, João Noutel, José Luís Peixoto, Patrícia Fonseca, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Cóias, Vergílio Ferreira.
Colaboradores Ana Santiago, Andreas Reinhold, Ângela Camila Castelo-Branco, António Barreto, Augusto Brázio, Fernando Alvim, Fernando Sobral, Gonçalo M. Tavares, Ivone Costa, Jakob Wagner, Julieta Monginho, Manuel Neto, Margarida Rebelo Pinto, Marta Jecu, Nuno Lobo Antunes, Pedro Almeida Vieira, Pedro Teixeira, Pedro Teixeira Neves, Ricardo Alevizos, Tânia Ganho, Vera de Vilhena .
Colaboradores Ângelo Lucas, Augusto Brázio, Carlos de Oliveira , Cláudio Garrudo, Cristina Carvalho, David Machado, Francisca Cláudio , Gonçalo F. Santos, Helena Vasconcelos, João Carvalho Pina, João Pombeiro, João Vilhena, Leonor Xavier, Margarida Abreu, Maria Teresa Horta, Nicolau Santos, Nuno Miguel Guedes, Patrícia Reis, Rui Zink, Rute Coelho, Sigmund Freud, Tiago Salazar, Urbano Tavares Rodrigues.
Prémios

2012 - Prémios Papies: Grande Prémio  (Categoria Revista)

MAKING OF

Colaboradores Água de Prata, Alexandra Lucas Coelho, Ana Paula Almeida, Ana Vidal, Anabela Mota Ribeiro, Christiane Tassis, Filipe Casaca, Graça Morais, Guillaume Pazat, Henrique Botequilha, João Barbosa, João Carvalho Pina, José Francisco, Lucília Monteiro, Luís Filipe Cunha, Luís Pedro Cabral, Luísa Costa Gomes, Manuel Falcão, Maria Manuel Viana, Mónica Baldaque, Natalie Zwillinger, Patrícia Fonseca, Pauliana Valente Pimentel, Paxi Canto Moniz, Rinze Van Brug, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Ricardo, Sandra Rocha, Serra Ribeiro, Susana Paiva, Tânia Ganho.
Prémios

2012 - Prémios Meios & Publicidade: Ouro (Categoria Print Power)  |  2012 - Prémios Meios & Publicidade: Grande Prémio (Categoria Print Power)  |  2012 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)

MAKING OF

Colaboradores André Vallias, Augusto Brázio, Filomena Pinto, Francisco Martins, Iara Zeferino, Inês Pedrosa, José Manuel Mendes, Julieta Monginho, Maria Manuel Viana, Mark Laita, Norman Windman, Pedro Proença, Pedro Sena-Lino, Ricardo Costa, Rui Zink, Vasco Graça Moura.
Colaboradores Ana Mesquita, Eduardo Salavisa, Henrique Cayatte, Ivone Ralha, Joana Vasconcelos, João Lourenço, José Eduardo Agualusa, Júlio Pomar, Luís Alves, Luís Filipe Cunha, Malangatana, Marco Mendes, Ricardo Cabral, Rodrigo Prazeres Saias, Rute Reimão.
Prémios

2012 - Prémios Papies: Menção Honrosa (Categoria Revista)

Colaboradores Ana Pereirinha, António Júlio Duarte, António Pedro Santos, Augusto Brázio, Céu Guarda, Cláudia Rodrigues, Dulce Maria Cardoso, Filipa Leal, Hélia Correia, Henrique Botequilha, Henry James, Hugo Neves, José Luís Peixoto, José Manuel Mendes, Maria Manuel Viana, Miguel Carvalho, Patrícia Reis, Pedro Janeiro, Pedro Paixão, Raphael Macek, Rúben Moreira, Rui Cardoso Martins, Sérgio Santos, Sofia Quintas, Susana Neves, Tânia Ganho, Valter Vinagre.
Prémios

2011 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista) 

Colaboradores Alfredo Cunha, Augusto Brázio, C. B. Aragão, Carlos Oliveira Cruz, Clara Azevedo, Duarte Amaral Netto, Filipe Casaca, Gonçalo F. Santos, Henri Cartier-Bresson, Hiroji Kubota, Jerry Ueslmann, João Francisco Vilhena, João Mariano, Jordi Burch, José Pedro Santa Bárbara, Judite Mota, Manuel Falcão, Nanã Sousa Dias, Natalie Zwillinger, Orville Wright, Patrick Zachmann, Pedro Cláudio, Pedro Ferreira, Renato Paz, Ricardo Alevizos, Serra Ribeiro, Simon Frederick, Wilbur Wright.
Prémios

2011 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista) 

Colaboradores Alberto Vaz da Silva.
Colaboradores Ana Cássia Rebelo, Ana Hatherly, Bruno Rascão, Cláudia Oliveira, Filipa Leal, Filipa Martins, Filipa Sottomayor, Francisco José Viegas, Francisco Marinho, Hélia Correia, Henrique Cayatte, Hugo Neves, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, Jaime Rocha, Joana Vasconcelos, João Barbosa, João Carvalho Pina, José Bento dos Santos, José Francisco, Luísa Costa Gomes, Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Rebelo Pinto, Mário Cláudio, Marta Duque Vaz, Miguel Carvalho, Nuno Miguel Guedes, Paulo Moura, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Zink, Sónia Morais Santos, Tânia Ganho, Tiago Salazar.
Prémios

2011 - Prémios Papies: Menção Honrosa (Categoria Revista) 

Colaboradores Alexandra Lucas Coelho, Ana Pérez Quiroga, Anna Muzi Falconi, António Júlio Duarte, Carlos Vaz Marques, Cláudia Cristóvão, Dulce Maria Cardoso, Fernando Pinto Amaral, Filipe Casaca, Gonçalo M. Tavares, Isabel Pires de Lima, João Lopes, João Tordo, José Eduardo Agualusa, José Maçãs de Carvalho, Luís Filipe Cunha, Nuno Júdice, Paula Oudman, Pedro Paixão, Pedro Proença, Raquel Ochoa, Ricardo Adolfo, Ricardo Alevizos, Richard Zenith, Roberto Giostra, Rui Cardoso Martins, Sandra Rocha, Simon Frederick.
Prémios

2010 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista)  |  2011 - Prémios Meios & Publicidade: Menção Honrosa (Categoria Capa de Revista) 

Colaboradores Alexandra Lucas Coelho, Alfredo Cunha, Ângelo Lucas, Augusto Brázio, Carlos Alves, Gonçalo F. Santos, Hélia Correia, Isabel Lucas, Ivone Ralha, Jerry Ueslmann, João Vilhena, Jordi Burch, Lídia Jorge, Luís Pedro Cabral, Maria Antonieta Preto, Miguel Gullander, Nelson d'Aires, Patrícia Reis, Pedro Cláudio, Pedro Teixeira Neves, Rodrigo Prazeres Saias, Susana Neves, Urbano Tavares Rodrigues, Valter Hugo Mãe.
Prémios

2010 - Prémios Papies: Menção Honrosa (Categoria Revista) 

Colaboradores Ângelo Lucas, Aníbal Cavaco Silva, António Barreto, Barack Obama, Carla Mendes, Cláudio Garrudo, Eduardo Lourenço, João Vaz de Carvalho , John Wood, Judite Mota, Mário Santos, Miguel Carvalho, Muhammad Yunus, Nicolau Santos, Nuno Artur Silva, Paul Harrisson, Pedro Cláudio, Pedro Ferreira, Rodrigo Prazeres Saias.
Colaboradores Ana Sofia Fonseca, António Mega Ferreira, Augusto Brázio, Carlos Câmara Leme, Cláudio Garrudo, David LaChapelle, Diego Beyró , Eduardo Pitta, Hugo Gonçalves, Ivone Ralha, João Botelho, José Mário Silva, Margarida Magalhães Ramalho, Maria Filomena Molder, Maria João Seixas, Mário Cláudio, Rita Barros, Rita Salgueiro, Rui Zink.
Prémios

2009 - INAPA Portugal/Arjo Wiggins’09: 1° Prémio (Categoria Revistas) |  2010 - Prémios Papies: Grande Prémio (Categoria Revista) 

Colaboradores Ana Calhau, Ana Sousa Dias, Annie Leibovitz, Filipa Leal, Inês Pedrosa, João Lopes, João Vilhena, José Fialho Gouveia, José Pedro Santa Bárbara, Margarida Pinto Correia, Pedro Chorão, Pedro Mexia, Renato Solnado, Ricardo Alevizos.
Prémios

2009 - Prémios Papies: Menção honrosa (Categoria Revista)  |  2009 - Prémios Papies: Menção honrosa (Categoria Acabamentos)  

Colaboradores Alfredo Cunha, Andrea Martinelli, Augusto Brázio, Cláudio Garrudo, Diego Paleologo, Eduardo Gageiro, Filipa Sottomayor, Jana Schwerdfeger, Joanna Kane, João Carvalho Pina, José Pedro Santa Bárbara, Lisa Santos Silva, Nicolas Guerin, Paula Oudman, Pedro Cláudio, Ricardo Alevizos, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Calçada Bastos, Sandra Rocha, Susanne Themlitz.
Prémios

2009 - 11º Festival Clube Criativos Portugal: Bronze  |  2009 - Prémios Papies: Menção Honrosa  |  2009 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa

Colaboradores Alexandra Carita, Alexandra Lucas Coelho, Alexandra Quadros, Ana Marques Gastão, Ana Sofia Gonçalves, António Ole, Daniela Krtsch, Dulce Maria Cardoso, Eduardo Gageiro, Eduardo Pitta, Gabriela Albergaria, Gonçalo M. Tavares, Henrique Cayatte, Jordi Burch, José Ferreira Fernandes, José Pedro Santa Bárbara, Lourdes Fisa, Luís Macieira, Luís Pedro Cabral, Miguel Gullander, Patrícia Reis, Ricardo Gross, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Zink, Sandra Rocha.
Prémios

2009 - 11º Festival Clube Criativos Portugal: Bronze

Colaboradores Anabela Mota Ribeiro, Augusto Brázio, Cristóbal Gabarrón, Henrique Cayatte, J. J. R. Fraústo da Silva, João Gobern, João Lopes, Jorge Barros, Jorge Colombo, José Luís Peixoto, Leonor Xavier, Margarida Magalhães Ramalho, Maria do Rosário Pedreira, Matilde Campilho, Miguel Beleza, Miguel Real, Pedro Cláudio, Pedro Mexia, Possidónio Cachapa, Sandra Rocha, Simon Frederick, Urbano Tavares Rodrigues.
Prémios

2009 - 11º Festival Clube Criativos Portugal: Bronze

Colaboradores Alexandre Farto, António M. Feijó, Antonio Tabucchi, Cláudio Garrudo, Daniel Blaufuks, Fernando Pessoa, Fernando Pinto Amaral, Hélia Correia, Inês Pedrosa, Jerónimo Pizarro, Nuno Júdice, Patrício Ferrari, Richard Zenith, Rodrigo Prazeres Saias, Teresa Rita Lopes.
Colaboradores Alexandre Conefrey, Ana Paula Maia, Angélica Freiras, Antoni Tàpies, António Cicero, António Macedo, Armando Freitas Filho, Augusto Brázio, Carlos Oliveira Cruz, Christiane Azzi, Cláudia Roquette-Pinto, Ernâni Lopes, Eucanaã Ferraz, Filipa Sottomayor, João Carvalho Pina, João Silvério Trevisan, Luiz Ruffato, Lygia Fagundes Telles, Margarida Magalhães Ramalho, Nanã Sousa Dias, Nelson de Oliveira, Ondjaki, Paloma Vidal, Patrícia Reis, Pedro Cláudio, Rogério Ribeiro, Sandra Rocha, Urbano Tavares Rodrigues.
Prémios

2008 - Prémios Papies: Grande Prémio  |  2009 - 11º Festival Clube Criativos Portugal: Bronze

Colaboradores Alexandra Carita, Alexandre Honrado, Alfredo Hervías Y Mendizábal, Ana Sofia Fonseca, Cláudia Cristóvão, Daniel Malhão, Eduardo Coelho, Frederica Bastique Duarte, Guillaume Pazat, Helena Gonçalves, Henrique Cayatte, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, Jason Berger, João Gobern, Jordi Burch, José Manuel Mendes, José Victor Henriques, Júlio Pomar, Luís Cardoso, Luís Pedro Cabral, Luiz Ruffato, Martinha Maia, Patrícia Reis, Pedro Cláudio, Pedro Teixeira, Renato Solnado, Ricardo Adolfo, Ricardo Rodrigues, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Cardoso Martins, Sandra Rocha, Sebastião Bugalho.
Colaboradores Ana Sofia, Ana Sofia Fonseca, Anabela Mota Ribeiro, António Júlio Duarte, Augusto Brázio, Cláudio Garrudo, Filipa Leal, Hélia Correia, Inês Pedrosa, Isabel Lhano, João Carvalho Pina, João Pina, José Eduardo Agualusa, Lidija Kolovrat, Luís de Barros, Luís Pedro Cabral, Mafalda Ivo Cruz, Manuel Amado, Pacman, Pedro Cláudio, Raquel Fraga, Raquel Gomes, Ricardo Quaresma, Rodrigo Prazeres Saias, Roy Stuart, Sandra Rocha, Vasco Graça Moura.
Prémios

2007 - Briefing Awards: Prémio de Design  |   2007 - Epica Awards: Bronze  |  2007 - Sinos: Prata  |  2008 - German Design Council DesignPreis 2009 (Alemanha): Edição Nomeada  |  2008 - Type Directors Club (EUA): Certificate of Typographic Excellence  |  2008 - Prémios Papies: Menção Honrosa

Colaboradores Alexandre Farto, Ana Sofia Fonseca, Ana Sofia Gonçalves, António Homem-Cardoso, António Mega Ferreira, António Paixão, Bernardo Pinto de Almeida, Cláudio Garrudo, Daniel Gustav Cramer , David Lynch, Erwan Frotin, Henrique Cayatte, João Lopes, Jordi Burch, José Pedro Cortes, Margarida Miranda, Nikias Skapinakis, Pedro Cláudio, Pedro Proença, Raquel Fraga, Ricardo Leite, Rodrigo Prazeres Saias, Tim Hyman, Vasco.
Prémios

2007 - Epica Awards: Bronze |  2007 - Sinos: Bronze

Colaboradores Afonso Melo, Alfredo Cunha, Ana Paula Almeida, Ana Sousa Dias, Candida Höfer, Carlos Oliveira Cruz, Carlos Vaz Marques, Cláudia Fischer, Cláudio Garrudo, Daniel Mordzinski, Eduardo Coelho, Gonçalo M. Tavares, Helena Sacadura Cabral, Henrique Cayatte, Hugo Gonçalves, Hugo Neves, João Rodrigues, João Tordo, João Vilhena, Jorge Reis-Sá, José Manuel Mendes, Katya Belaia, Luís Costa Branco, Luís Sepulveda, Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Rebelo Pinto, Maria Filomena Mónica, Mário de Carvalho, Paula Cesarino Costa, Pedro Mexia, Rachel Caiano, Renato Solnado, Ricardo Adolfo, Richard Zimler, Rita Salgueiro, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Zink, Tiago Salazar, Zetho Cunha Gonçalves.
Prémios

2007 - Epica Awards: Bronze  |  2007 - Prémios Papies: Grande Prémio  |  2008 - German Design Council DesignPreis 2009 (Alemanha): Edição Nomeada  |  2008 - Type Directors Club (EUA):  Certificate of Typographic Excellence

Colaboradores Agustina Bessa-Luís, Alberto Luís, Almeida Faria, Augusto Brázio, Dinis de Abreu, Eduardo Prado Coelho, Fernando Pinto Amaral, Francisco José Viegas, Frederico Lourenço, Hugo Neves, Inês Pedrosa, João Lopes, José Manuel Mendes, Lídia Jorge, Maria Carapeto, Maria Velho da Costa, Mário de Carvalho, Patrícia Reis, Rembrandt, Rui Vasco.
Colaboradores Adriano Moreira, Agustina Bessa-Luís, Al Gore, Ana Luísa Amaral, Ana Paula Tavares, Ana Sousa Dias, António Charrua, Augusto Brázio, Bono Vox, Céu Guarda, D. José Policarpo, Dalai Lama, Dulce Maria Cardoso, Elie Wiesel, Fernanda Câncio, Fernando Dacosta, Fernando Nobre, Francisco José Viegas, Graça Morais, Helena Gonçalves, Hélia Correia, Henrique Botequilha, Henrique Cayatte, Henrique Monteiro, Hugo Neves, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, João Aguiar, João Lopes, João Murilho, João Vilhena, José Agostinho Baptista, José Eduardo Agualusa, José Luís Neto, José Manuel Mendes, José Pedro Santa Bárbara, José Tolentino Mendonça, Judite Mota, Katharina Mouratidi, Kofi Annan, Luís Pedro Cabral, Luísa Costa Gomes, Mahmoud Darwish, Maria do Rosário Pedreira, Mário Cláudio, Mário Soares, Nanã Sousa Dias, Nelson Mandela, Nuno Júdice, Nuno Pacheco, Papa Bento XVI, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paula Oudman, Paulo Damião, Paulo Salvador, Pedro Cláudio, Pedro Ferreira, Pedro Tamen, Pedro Teixeira Neves, Rachel Papo, Ramos Horta, Richard Zimler, Sandra Rocha, Susana Pinto, Susanne Themlitz, Thomas Kratz, Umberto Eco, Vasco Graça Moura, Victor Freitas.
Prémios

2007 - Epica Awards: Bronze  |  2007 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Melhor Design & Layout  |  2007 - Sinos: Ouro  |  2007 - Prémios Futura: Melhor Projecto Editorial  |  2007 - Prémios Papies: Grande Prémio  |  2007 - Prémios Papies: Trabalho Gráfico do Ano

Colaboradores Alexandre Almeida, Alice Vieira, Antónia Rosa, António Júlio Duarte, Augusto Brázio, Céu Guarda, Cláudio Garrudo, Eduardo Lourenço, Gonçalo Gaioso, Graça Morais, Guillaume Pazat, Henrique Botequilha, Hugo Neves, Inês Pedrosa, José Eduardo Agualusa, Maria João Seixas, Pascal Aimar, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Pedro Caldeira Cabral, Pedro Loureiro, Pedro Rosa Mendes, Rui Xavier, Rui Zink.
Prémios

2007 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Melhor Design & Layout  |  2007 - Prémios Papies: Grande Prémio

Colaboradores Augusto Brázio, Céu Guerra, Cláudio Garrudo, Helena Gonçalves, Henrique Cayatte, Hugo Neves, Inês de Almeida, João Alfacinha da Silva, João Lopes, Jorge Nogueira, José Pedro Santa Bárbara, Lídia Jorge, Lidija Kolovrat, Luís Filipe Cunha, Luís Pedro Cabral, Margarida Magalhães Ramalho, Maria Carapeto, Maria do Rosário Pedreira, Maria João Seixas, Mário Godinho, Miguel Braga, Patrícia Reis, Pedro Cláudio, Pedro Rosa Mendes, Rodrigo Prazeres Saias, Sara Pina, Tom Hunter.
Prémios

2006 - Sinos: Ouro  |  2007 - SPD – Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa

 

Colaboradores Adriana Molder, Alexandra Quadros, Amy Yoes, Ana Pereira, Anabela Mota Ribeiro, António Mega Ferreira, Clara Ferreira Alves, Cláudio Garrudo, Ester Guedes, Eva Bensasson, Filipa Leal, Filipa Melo, Helmut Newton, Hugo Gonçalves, João Gobern, João Lopes, João Vilhena, José Luís Neto, Mafalda Capela, Margarida Marinho, Michael Noelke, Nuno Ribeiro, Patrícia Reis, Paula Oudman, Renato Solnado, Rodrigo Prazeres Saias, Sandra Nobre, Vera Vê, Victor Neves.
Colaboradores Abílio Leitão, Alfredo Cunha, Ana Luzia Raposo, Ana Sousa Dias, António Mega Ferreira, António Pedro Ferreira, Atelier Fernando Jorge Correia, Augusto Brázio, Carlos Pinto Coelho, Carlos Tam, Cláudia Fischer, Fernanda Câncio, Gonçalo M. Tavares, Henrique Cayatte, Hugo Canoilas, Isabel Pinto, José Carlos Carvalho, José Miranda Justo, Júlio César, Luís Pedro Cabral, Manuela Furtado, Margarida Magalhães Ramalho, Nanã Sousa Dias, Pedro Cláudio, Reportagens Alarcon, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Calçada Bastos, Rui Tavares, Samira Ali, Sandra Rocha.
Colaboradores António Mega Ferreira, Carlos Oliveira Santos, Edson Athayde, Frederico Saldanha, Helena Mascarenhas, Henrique Cayatte, Herberto Smith, Hugo Neves, Inês Pedrosa, João Alfacinha da Silva, João Gobern, João Lopes, João Paixão, João Tordo, Jorge Colombo, José Eduardo Cazarin, José Pedro Cortes, José Pedro Santa Bárbara, José Ricardo Cabaço, Luís Félix, Marcelo Lourenço, Margarida Rebelo Pinto, Maria João Freitas, Mário São Vicente, Miguel Szymanski, Nuno Artur Silva, Patrícia Fonseca, Paulo Fidalgo, Pedro Bexiga, Pedro Bidarra, Pedro Ferreira, Pedro Rolo Duarte, Rita Salgueiro, Rodrigo Prazeres Saias, Rosalina Machado, Rui Camarinha, Rui Oliveira Marques, Rui Zink, Sei Miguel, Susana Jacobetty.
Colaboradores Álvaro Rosendo, Anny B. Coury, António Costa Santos, António d'Orey Capucho, António Mega Ferreira, Boris Vian, Cláudia Fischer, Cláudio Garrudo, Daniel Barroca, Eduardo Lourenço, Esther Dresner, Filipa Guerra, Henrique Cayatte, Hugo Neves, João Francisco Vilhena, João Lopes, João Vilhena, Joe Dresner, Jorge Nogueira, Mafalda Ivo Cruz, Margarida Magalhães Ramalho, Maria Conceição Caleiro, Michelangelo Antonioni, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paul Auster, Pedro Cláudio, Renato Solnado, Ricardo Saló, Rodrigo Prazeres Saias, Sara Pina.
Colaboradores Ana Sousa Dias, António Mega Ferreira, António Rosado, Augusto Brázio, Cláudio Garrudo, Daniela Krtsch, Elvis Veiguinha, Fernanda Fragateiro, Filipa Melo, Gonçalo M. Tavares, Helena Gonçalves, Henrique Cayatte, Hugo Gonçalves, Hugo Neves, Inês Pedrosa, João Francisco Vilhena, João Tordo, João Vilhena, José Bento dos Santos, José Pedro Santa Bárbara, Manuel Falcão, Margarida Rebelo Pinto, Mário São Vicente, Nuno Ribeiro, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Pedro Cláudio, Pedro Oliveira, Sara Pina, Vasco Graça Moura.
Prémios

2005 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa  |  2006 - Sinos: Prata 

Colaboradores Alfredo Cunha, Almada Negreiros, António H. Oliveira Marques, António Pedro Ferreira, Augusto Abelaira, Carolina Reis, Constança David, Daniela Reis, Fernanda Fragateiro, Fernando Pessoa, Henrique Cayatte, India, Isabel Carmona, Isabel Pinto, Joana Pinto Luz, João Francisco, José Pedro Santa Bárbara, José Tomás, Mafalda Serradas Duarte, Manuela Furtado, Margarida Magalhães Ramalho, Maria Flor Pedroso, Maria Luísa Marques, Mariana Reis, Matilde, Orlando Ribeiro, Ricardo Branco, Rodrigo Prazeres Saias, Tomás Albuquerque.
Prémios

2005 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa

Colaboradores Abílio Leitão, Alexandra Quadros, Alexandre Melo, Alfredo Cunha, Ana Raposo, Ana Sousa Dias, Cristina Carvalho, Ester Guedes, Filipa Melo, Helena Gonçalves, Henrique Cayatte, Hugo Canoilas, João Bugalho, João Francisco Vilhena, João Lopes, José Pedro Santa Bárbara, José Prata, José Sarmento Matos, Luísa Costa Gomes, Margarida Magalhães Ramalho, Massimo Villa, Paula Oudman, Paulo Cunha e Silva, Paulo Martins Barata, Paulo Nogueira, Pedro Cláudio, Ricardo Saló, Stephane Bechaud.
Colaboradores Ana Luísa Amaral, António Mega Ferreira, António Pedro Ferreira, Armando Silva Carvalho, Clara Ferreira Alves, Eduardo Gageiro, Eduardo Lourenço, Fernando Pinto Amaral, Graça Morais, Henrique Cayatte, Hugo Neves, Inês Pedrosa, João Lopes, Jorge Sampaio, José Tolentino Mendonça, Lídia Jorge, Manuel Alegre, Maria Velho da Costa, Mário Assis Ferreira, Nuno Júdice, Pedro Cláudio, Sophia de Mello Breyner, Susanne Themlitz, Vasco Graça Moura.
Colaboradores Adriano Moreira, Alberto João Jardim, Alexandra Carita, Ana Gomes, Ana Sousa Dias, Ângelo de Sousa, António Costa, António d'Orey Capucho, António Mega Ferreira, António Vitorino, Basílio Horta, Clara Ferreira Alves, D. José Policarpo, Eduardo Ferro Rodrigues, Eduardo Lourenço, Eduardo Marçal Grilo, Francisco Seixas da Costa, Inês Pedrosa, João Deus Pinheiro, João Lopes, João Nabais, João Tordo, José António Saraiva, José Manuel Durão Barroso, José Manuel Pereira de Almeida, Júlio César, Luís Costa Branco, Luísa Costa Gomes, Manuel Alberto Valente, Manuel Carvalho da Silva, Mário Assis Ferreira, Mário São Vicente, Miguel Portas, Octávio Teixeira, Odete Santos, Patrícia Fonseca, Pedro Santana Lopes, Rui Camarinha, Rui Vasco, Teresa de Sousa, Vasco Graça Moura, Vitor Ramalho.
Colaboradores Alberto Quadros, Alexandra Quadros, Alexandre Melo, Ana Sousa Dias, António Mega Ferreira, Augusto Brázio, Bill Viola, Carlos Ramos, Hélia Correia, Henrique Botequilha, Henrique Cayatte, Hugo Gonçalves, Inês Pedrosa, João Lopes, João Paulo Cotrim, João Pinharanda, Jorge Martins, Jorge Pires, José Augusto Mourão, José Luís Neto, José Pedro Santa Bárbara, Kira Perov, Luís Sepulveda, Luísa Costa Gomes, Manuel Alegre, Marc Pottier, Mariana Viegas, Mário Caeiro, Miguel Wandschneider, Nuno Cera, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paula Oudman, Pedro Cláudio, Raquel Porto, Ricardo Zúquete, Sara Pina, Susana Pinto, Tereza Coelho, Virgínia Mota.
Prémios

2005 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Melhor Design & Layout

Colaboradores Alexandra Cruz, Alfredo Cunha, Ana Calhau, Ana Sousa Dias, Ana Zanatti, Anne Magill, António Costa Santos, António Vasconcelos Graça, Augusto Brázio, Carlos Tê, David Silva e Sousa, Diogo Valério, Eduardo Prado Coelho, Fernando Pinto Amaral, Graça Sarsfield, Henrique Cayatte, Henrique Semedo, Isabel Branco, João Bugalho, João Gobern, João Lopes, João Tordo, José Duarte, José Luís Neto, José Manuel Osório, José Pedro Santa Bárbara, Júlio César, Luís Osório, Luísa Costa Gomes, Mafalda Ivo Cruz, Mariana Viegas, Massimo Villa, Miguel Szymanski, Nanã Sousa Dias, Nuno Grande, Nuno Ribeiro, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paula Oudman, Pedro Calapez, Pedro Cláudio, Pedro Ferreira, Ricardo Jacinto, Rui Pêgo, Rui Vasco, Thomas Probosch.
Colaboradores Alexandre Almeida, Alfredo Cunha, Ana Sousa Dias, Andrea Probosch, António Branco, António Júlio Duarte, António Maria Pereira, Augusto Pujol, Céu Guarda, Cláudia Borges, Cláudia Castelo, Daniel Blaufuks, Eduarda Chiote, Eduardo Dâmaso, Etelvina Brito, Ferreira da Cunha, Filipa Melo, Graça Sarsfield, Guillaume Pazat, Helena Mascarenhas, Henrique Cayatte, Henrique Semedo, Henrique Tavares e Castro, Hugo Gonçalves, Inês Pedrosa, João Bugalho, João Lopes, José Luís Neto, José Manuel Fernandes, José Manuel Vilas Monteiro, José Pedro Martins Barata, José Pedro Santa Bárbara, José Sarmento Matos, Judite de Sousa, Júlia Pinheiro, Karl Simone, Leiko Ikemura, Lídia Jorge, Lidija Kolovrat, Margarida Magalhães Ramalho, Mário São Vicente, Miguel Navas, Miguel Szymanski, Nacho Doce, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paula Oudman, Pedro Cláudio, Pedro Loureiro, Pedro Marta Santos, Pedro Portugal, Rui Brito, Rui Camarinha, Rui Xavier, Sandra Rocha, Susanne Themlitz, Vasco Graça Moura, Vera Cortês.
Colaboradores Adolfo Luxúria Canibal, Alexandre Melo, Ana Calhau, António Lobo Antunes, António Marques, António Mega Ferreira, Armando Silva Carvalho, Augusto Brázio, Carlos Amaral Dias, Carlos Ramos, Carlos Tê, Eduardo Miragaia, Eduardo Prado Coelho, Eurico de Barros, Eurico Lino do Vale, Fernando Pinto Amaral, Fernando Tordo, Frederico Lourenço, Henrique Cayatte, Henrique Monteiro, Hermínio Monteiro, Horácio Cunha, Hugo Gonçalves, João Lopes, João Mariano, João Nunes da Silva, João Vilhena, Jorge Molder, José Eduardo Agualusa, José Luís Peixoto, José Pedro Santa Bárbara, José Sarmento Matos, José Vitor Henriques, Juan Muñoz, Júlio César, Karl Simone, Mário de Carvalho, Mia Couto, Miguel Szymanski, Patrícia Reis, Paulo Ramalho, Pedro Cláudio, Possidónio Cachapa, Rodrigo Leão, Rui Cardoso Martins, Sofia Costa, Susana Pinto.
Colaboradores Adriano Moreira, Alexandre Melo, Alfredo Cunha, Américo Ferreira Amorim, Ana Drago, António Mega Ferreira, António Ramalho Eanes, António Vitorino, Augusto Brázio, Carlos Carvalhas, Clara Ferreira Alves, Cláudia Fischer, D. José Policarpo, Daniel Blaufuks, Eduardo Ferro Rodrigues, Eduardo Lourenço, Eduardo Marçal Grilo, Eduardo Prado Coelho, Fernando Marques da Costa, Francisco Louçã, Francisco Pinto Balsemão, Henrique Cayatte, J. P. Simões, João Bosco Mota Amaral, Jorge Jardim Gonçalves, José Manuel Durão Barroso, José Manuel Pereira de Almeida, José Mariano Gago, José Medeiros Ferreira, José Miguel Júdice, Luís Lázaro, Luís Serpa, Luís Vasconcelos, Manuel Carvalho da Silva, Manuel Dias Loureiro, Manuel Falcão, Manuel Salgado, Maria de Lourdes Pintasilgo, Maria Filomena Mónica, Mário Assis Ferreira, Mário Soares, Nicolau Santos, Nuno Artur Silva, Octávio Teixeira, Paulo Martins Barata, Paulo Portas, Pedro Ayres Magalhães, Pedro Cláudio, Pedro d'Anunciação, Pedro Magalhães, Pedro Santana Lopes, Sebastião, Susana Pinto, Teresa de Sousa, Vasco Graça Moura.
Colaboradores Agustina Bessa-Luís, Alexandra Carita, Alexandra Lucas Coelho, Alexandre Melo, Ana Sousa Dias, Ana Teresa Silva, Ana Vidigal, E. E. Cumings, Eva Von Platon, Fátima Mendonça, Fernanda Fragateiro, Filipa Melo, Helena Mascarenhas, Hélia Correia, Inês Pedrosa, Joana Jorge Gonçalves, Júlio César, Mafalda Ivo Cruz, Margarida Marinho, Margarida Rebelo Pinto, Maria Conceição Caleiro, Maria Teresa Horta, Maria Velho da Costa, Marta Wengorovius, Patrícia Reis, Paula Rego, Pedro Cláudio, Rita Ferro, Rosa Carvalho, Rui Vasco, Sara Pina, Sofia Costa, Sophia de Mello Breyner, Susanne Themlitz, Teresa Vilaverde, Vera Cortês.
Colaboradores Alexandre Melo, António Mega Ferreira, Clara Ferreira Alves, Cláudio Garrudo, Eduardo Prado Coelho, Eurico Lino do Vale, Fernando Sobral, Gonçalo de Almeida, Gonçalo Pena, Henrique Cayatte, Inês Pedrosa, Ivone Ralha, Joana Andrade, Joana Jorge Gonçalves, João Gobern, João Lopes, João Mariano, João Perry, Jorge Colombo, José Duarte, José Fragateiro, Júlio César, Margarida Marinho, Martin Hardouin Dupasc, Maurício Abreu , Miguel Szymanski, Nacho Doce, Nuno Artur Silva, Nuno Miguel Guedes, Patrícia Fonseca, Paulo Martins Barata, Pedro Amaral, Pedro Catão, Pedro Rolo Duarte, Robert Capa, Roberto Giostra, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Vasco, Sandra Rocha, Teolinda Gersão, Vasco Graça Moura, Vera Cortês.
Prémios

2003 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa  |  2003 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Menção Honrosa - Ilustração "Um Homem em três andamentos"

Colaboradores Alfredo Barroso, Anabela Mota Ribeiro, André Carrilho, António Mega Ferreira, António Pedro Vasconcelos, António Tavares Teles, Artur Queiroz, Cláudio Garrudo, Eduardo Gageiro, Francisco Barbosa, Gonçalo Pena, Henrique Cayatte, Inês Pedrosa, Isabel Branco, Isabel Lopes, Ivone Ralha, Jacinto Lucas Pires, João Gobern, João Lopes, José Ferreira Fernandes, José Fragateiro, Luísa Costa Gomes, Margarida Magalhães Ramalho, Maria Flor Pedroso, Patrícia Reis, Paulo Pina, Pedro Catão, Pedro Cláudio, Pedro Teixeira, Rita Salgueiro, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Camarinha, Rui Vasco, Rui Zink, Tatiana Alegria, Teresa Vilaverde.
Colaboradores André Carrilho, Annie Leibovitz, António Branco, António Mega Ferreira, António Pedro Vasconcelos, Cátia Castel-Branco, Cláudio Garrudo, Diana Palma, Graça Sarsfield, Henrique Cayatte, João Belo Rodeia, João Lopes, Judith Barry, Karl Simone, Lee Falk, Luís Serpa, Maria Filomena Mónica, Maria Nobre Franco, Patrícia Reis, Pedro Proença, Phil Davis, Sérgio Mah, Sofia Saraiva, Vera Cortês.
Prémios

2003 - SPD - Society of Publication Designers (EUA): Prata

Colaboradores Álvaro Guerra, António Mega Ferreira, Basílio Horta, Carlos Ramos, Carlos Tê, Cláudio Garrudo, Domingos Amaral, Eça de Queiroz, Fernanda Fragateiro, Frank Ronan, Gonçalo Pena, Henrique Cayatte, Hugo Neves, Ivone Ralha, James Nachtwey, João Bugalho, João Gobern, João Lopes, José Ferreira Fernandes, José Pedro Barreto, José Pedro Castanheira, Júlio César, Luís Filipe Catarino , Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Marinho, Martim Avillez Figueiredo, Nuno Miguel Guedes, Patrícia Fonseca, Patrícia Paixão, Patrícia Reis, Pedro Rolo Duarte, Roberto Giostra, Rodrigo Prazeres Saias, Sofia Costa, Vera Cortês, Vitor Borlinhas.
Prémios

2002 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Melhor Capa 

Colaboradores António Alçada Baptista, António Mega Ferreira, Artur Queiroz, Cláudio Garrudo, Eduardo Lourenço, Eduardo Prado Coelho, Fernando Calhau, Fernando Pinto Amaral, Filipe Santos Costa, Henrique Cayatte, João Gobern, João Lopes, José Sarmento Matos, José Tolentino Mendonça, Marcelo Buainain, Nacho Doce, Nuno Cera, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Rita Salgueiro, Roberto Giostra, Sofia Costa, Vasco Graça Moura, Vera Cortês, W. B. Yeats.
Prémios

2002 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Melhor Design & Layout

Colaboradores Adão & Eva, Clara Ferreira Alves, Domingos Amaral, Fernando Pinto Amaral, Henrique Cayatte, Inês Pedrosa, João Bugalho, João Gobern, João Lopes, Jorge Colombo, Jorge Sampaio, José Couto Nogueira, José Ferreira Fernandes, José Pedro Barreto, José Ramos Horta, José Rodrigues Miguéis, Margarida Marinho, Mário Assis Ferreira, Patrícia Fonseca, Paulo Martins Barata, Pedro Paixão, Rui Zink, Sebastião, Vasco Graça Moura, Woody Allen.
Prémios

2002 - APEX - Awards for Publication Excellence (EUA): Grande Prémio (Edições Especiais)

Colaboradores Alfredo Barroso, Álvaro Guerra, Cláudio Garrudo, Francisco Bento, Gonçalo Pena, Henrique Cayatte, João Gobern, João Lopes, José Bento dos Santos, José Fragateiro, Leonardo da Vinci, M. Sacchetti, Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Marinho, Martim Avillez Figueiredo, Nacho Doce, Patrícia Fonseca, Patrícia Reis, Paulo Catrica, Roberto Giostra, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Vasco, Sara Pina, Sofia Costa, Vera Cortês, Yehuda Safran.
Colaboradores Alfredo Barroso, Álvaro Guerra, Ana Sousa Dias, Anabela Mota Ribeiro, António Mega Ferreira, Clara Ferreira Alves, Fernanda Fragateiro, Gonçalo Pena, Helena Matos, Isabel Lopes, Ivone Ralha, João Gobern, João Lopes, José António Gurriarán, José Bento dos Santos, José Duarte, Julião Sarmento, Júlio César, Micas, Miguel Calado Lopes, Nacho Doce, Patrícia Reis, Paulo Lima, Pedro Rosa Mendes, Roberto Giostra, Rodrigo Prazeres Saias, Rui Reininho, Rui Vasco, Rui Zink, Sofia Costa, Tatiana Alegria, Vitor Bandarra.
Colaboradores Agustina Bessa-Luís, Ana Marta, Cátia Castel-Branco, Clara Ferreira Alves, Cláudio Garrudo, Fernanda Fragateiro, Fernando Dacosta, Fernando Pinto Amaral, Fernando Sobral, Francisco Bento, Francisco Dionísio, Henrique Cayatte, Hugo Gonçalves, Hugo Neves, Inês Pedrosa, Isabel Lopes, Ivone Ralha, João Lopes, Jorge Colombo, José Ferreira Fernandes, Luís Saldanha, M. Sacchetti, Margarida Magalhães Ramalho, Nacho Doce, Patrícia Reis, Pedro Letria, Pedro Rosa Mendes, Pedro Teixeira, Rita Salgueiro, Roberto Giostra, Rui Vasco, Sofia Costa, Valentina Marcelino, Vasco Graça Moura.
Colaboradores Álvaro Guerra, António Mega Ferreira, Augusto Alves da Silva, Carla Sousa, Cátia Castel-Branco, Cláudio Garrudo, Fernando Sobral, Frederico Machado, Gonçalo Pena, Helena Matos, Henrique Cayatte, Hugo Gonçalves, Ilda David, João Gobern, João Lopes, José Ferreira Fernandes, José Miguel Júdice, José Pedro Barreto, Karl Bielik, Luís Rosário, Manuel Falcão, Nick Hornby, Patrícia Fonseca, Paulo Martins Barata, Rita Salgueiro, Roberto Giostra, Rodrigo Prazeres Saias, Rosalina Machado, Rui Vasco, Sofia Costa.
Colaboradores Anabela Boto, Antónia Rosa, António Mega Ferreira, Carla Sousa, Celso Filipe, Eduardo Prado Coelho, Fernanda Fragateiro, Fernando Sobral, Gonçalo Pena, Helena Soares, Isabel Escaja, Isabel Pereira, Joana Moreira, João Gobern, João Lopes, José Bento dos Santos, Luís Félix, Luís Rosário, Luísa Barreto, Luísa Ferreira, Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Marinho, Maria Fernanda de Abreu, Maria Flor Pedroso, Paula Moura Pinheiro, Roberto Giostra, Rui Zink, Sebastião Salgado, Sofia Costa, Tatiana Alegria, Teresa Ferreira, Vasco Graça Moura.
Colaboradores Alda Salavisa, António Mega Ferreira, Carlos Magno, Dinis de Abreu, Eduardo Gageiro, Eduardo Prado Coelho, Fernando Elmano, Fernando Sobral, Gonçalo Pena, Henrique Cayatte, Inês Gonçalves, Inês Pedrosa, Inês Varandas, João Bénard da Costa, João Bugalho, João Lopes, Jorge Cruz, Jorge Sampaio, José Bento dos Santos, José Pedro Barreto, José Pedro Fernandes, Maria Elisa Domingues, Maria João Ribeiro, Miguel Catrica, Patrícia Reis, Pedro Teixeira, Rui Camarinha, Rui Vasco, Sofia Costa, Susana Pinto, Xana Guerra.
Colaboradores Álvaro Guerra, Ana Paula Carvalho, António Mega Ferreira, Fernando Pinto Amaral, Fernando Sobral, Inês Pedrosa, Isabel Escaja, João Bugalho, João Lopes, João Maria Mendes, Jorge Colombo, Jorge Cruz, Margarida Magalhães Ramalho, Maria João Ribeiro, Patrícia Reis, Pedro Abrunhosa, Pedro Teixeira, Roberto Giostra, Rui Vasco, Sofia Costa, Tatiana Alegria, Vasco Graça Moura.

© 2021 | all rights reserved. design by 004 F*@#ing Ideias