Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]

Edição 72. Raffaello & Leonardo

Ana Matos
Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.
Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras, fundada a 4 de Julho de 2003.
Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.
Co-Fundadora do “MAPA DAS ARTES”, criado em 2016.
Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação”, fundada em 2014.
Curadora da Fundação José Saramago.

Mestre em Estudos Curatoriais, com classificação Muito Bom (18 valores) pela Faculdade de Belas Artes da
Universidade de Lisboa, com a dissertação intitulada «Que galeria para o século XXI? — Uma possível reflexão», com orientação da professora Bárbara Coutinho e co-orientação do professor José António Fernandes Dias.
Formou-se em Engenharia Informática pelo Instituto Superior Técnico em 1995 e, nos anos seguintes, exerceu
essa actividade a tempo inteiro.
Desde 2003, a Galeria das Salgadeiras já apresentou cerca de 140 exposições, um terço das quais "fora de
portas" em parcerias nacionais e internacionais (Espanha, Grécia, República Checa e Roménia), com museus,
centros culturais e galerias privadas. Tem desenvolvido parcerias com diversos festivais como Bairro das Artes,
Festival InShadow, FOLIO — Festival Literário Internacional de Óbidos, Encontros da Imagem (Lisboa e Braga)
Hay Festival (Espanha, Granada) e Trienal Movimento Desenho 2012 (Lisboa). Conta com participações nas
feiras de arte internacionais JUST MAD, JUST LX e Drawing Room Lisboa onde tem apresentado projectos curatoriais e específicos.

O programa e a identidade da Galeria das Salgadeiras assenta em dois eixos que ortogonalmente se cruzam nas propostas apresentadas: por um lado, expansão e fusão de expressões e géneros artísticos, por outro, uma “contaminação positiva” com outros territórios do pensamento e sensibilidade, como a Literatura e a Poesia. De forma subjacente e transversal, encontra-se o pensamento de Zygmunt Bauman e dos seus “Liquid Times: Living in an Age of Uncertainty”.

A Galeria das Salgadeiras representa Augusto Brázio, Cláudio Garrudo, Eva Díez, Ilda Reis, Inês d’Orey, João Dias, Marta Ubach, Rui Horta Pereira e Rui Soares Costa.

© 2021 | all rights reserved. design by 004 F*@#ing Ideias