Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]

Edição 69. Democracia

Filipa Leal
Filipa Leal

Filipa Leal nasceu no Porto em 1979. É poeta, jornalista e argumentista. Formada em Jornalismo pela Universidade de Westminter (Londres), é Mestre em Estudos Portugueses e Brasileiros pela Faculdade de Letras do Porto. Trabalhou em rádio, imprensa e televisão. Publicou o seu primeiro livro, lua-polaroid, em 2003, a que se seguiram oito títulos de poesia, entre os quais A Cidade Líquida, O Problema de Ser Norte, A Inexistência de Eva (ed. Deriva), Adília Lopes Lopes (não-edições) ou Vem à Quinta-feira (2016, ed. Assírio & Alvim). O seu livro A Cidade Líquida foi publicado em Espanha pela editorial Sequitur. Em 2016, a editora colombiana Tragaluz publicou a primeira antologia que reúne poemas de toda a sua obra no livro En los días tristes no se habla de aves. Escreveu, com a realizadora Patrícia Sequeira, a longa-metragem de cinema Jogo de Damas, pela qual receberam o prémio Golden Aphrodite de Melhor Guião no Festival de Cinema do Chipre (2016) e o Prémio de Melhor Guião no International Monthly Film Festival de Copenhaga (2017). Autora e argumentista da série Mulheres Assim, emitida na RTP1 (2016-2017). Actualmente, colabora com o programa semanal Literatura Aqui, da RTP2 (Prémio SPA para Melhor Programa de Entretenimento 2017).

Fonte: https://www.wook.pt/autor/filipa-leal/39594

OUTRAS COLABORAÇÕES

62.Doce
58.Lisboa
51.Poesia
45.Animal (Ir)racional
43.Liberdade
38.Sonho
32.Sexo
26.Cidade II

© 2019 | all rights reserved. design by 004 F*@#ing Ideias