Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]

Edição 69. Democracia

João Gobern
João Gobern

João Gobern nasceu em Agosto de 1960, na clássica Maternidade Alfredo da Costa. Viveu em Campo de Ourique – a que regressaria adulto – até ao êxodo familiar rumo aos Estoris. Cresceu com vista para o mar e com espaço aberto para futebóis e coboiadas. Estudou Direito até ao momento em que os jornais falaram mais alto. Começou no jornal A Capital, mudou-se para o Se7e, assentou praça no Correio da Manhã Rádio. Retornou ao vespertino antes do desafio de O Independente. Foi director do Se7e (1991-1994), transitando para a Visão. Preparou o lançamento da Focus, onde foi director-adjunto. Dirigiu a TV Guia. Foi o director fundador da revista Sábado. Colaborou na Música & Som, em O Ponto, em O Jornal, no Semanário, na revista Bravo, no Blitz, no DNA (Diário de Notícias), no Diário Económico, na Máxima, na Vogue, no Record, no Correio da Manhã e no Diário de Notícias.

Escreveu ficção para a revista do i. Escreve, sempre que pode, na revista Máxima e no suplemento Must (do Jornal de Negócios). Na rádio, passou também pela Rádio Marginal, pela RFM, pela Rádio Comercial, pela TSF e pela Rádio Energia. Na televisão, colaborou no Vivámúsica e em Teledependentes, escreveu guiões para programas especiais, como a emissão de despedida dos estúdios do Lumiar, sempre na RTP. Na Antena 1, realizou, em parceria com Pedro Rolo Duarte, o programa Hotel Babilónia, e assinou uma crónica diária, Pano Para Mangas (que deu origem a um livro). Actualmente, divide com Margarida Pinto Correia a responsabilidade pelo programa Encontros Imediatos e, a solo, Bairro Latino. Integra, desde a época futebolística 2012/2013, o painel de comentadores do Trio d’Ataque (RTP3). Publicou em 2016 o livro Quando a TV Parava o País, que se seguiu a Pano Para Mangas, em 2014, e Boca Doce, em 2006. Tem mais livros em carteira… e a caminho. Tenta aproveitar a qualidade de vida da Póvoa de Varzim, outra vez com vista para o mar.

OUTRAS COLABORAÇÕES

64.Fogo
61.Televisão
35.50
33.Sorte
26.Cidade II
24.Publicidade
17.Música
12.Espectáculo
11.Futebol
9.Guerra
8.Deus
Edição Especial.Tributo a Nova Iorque
7.Gastronomia
6.Homem
4.Poder
3.Mulher

© 2019 | all rights reserved. design by 004 F*@#ing Ideias